XC - SOBRE A BREVIDADE DA VIDA E A LONGEVIDADE DA ARTE

Breve é a vida...longa é a arte...!
Quanta sabedoria neste pensamento!
Mario Quintana soube registrar na alma, com poética indignação, esse sopro ligeiro:

...Quando se vê, já são seis horas!
Quando se vê, já é sexta-feira!
Quando se vê, já é natal...
Quando se vê, já terminou o ano...
Quando se vê passaram 50 anos! “
Eu acrescentaria, sabendo que o tempo foge:
Quando se vê, teu filho já está namorando,
Quando se vê, tuas fotos antigas te revelam o que o espelho te encobre,
Quando se vê, teus planos já não se encontram mais a longo prazo...

Breve é a vida...longa é a arte...!
Quanta sabedoria neste pensamento de quem quer saber viver!
Oscar Wilde soube captar com maestria essa beleza-guerreira, quando escreveu :

Cada um de nós pára o tempo em busca do segredo da vida. O segredo da vida está na arte”.
Eu acrescentaria, sabendo que devemos colher a flor do dia:
arte de absorver os nocautes das derrotas como pedagogia para as vitórias,
arte de saber que há tempo para uma sonata de amor ou um réquiem de Mozart,
arte de driblar as pretensões da morte com as belas firulas da vida...

Breve é a vida...longa é a arte!




Nenhum comentário: