126 - SOBRE O MEU CÉU


Domingo de chuva e muito frio. Dia do Senhor.
Presto meu culto a Ele ouvindo músicas clássicas na TV Senado.
São músicas que me fazem pensar que se alguém quiser ouvir Deus falar hoje, não é pelas gritarias dos púlpitos. Deus se faz ouvir pela música.
Enquanto ouvia a “Dança dos Espíritos Abençoados”, de Gluck, magistralmente executada pela violinista Jasnine Iansen, veio sentar a meu lado a princesa Giulia.
A cena ficou tão linda que me lembrei daquela canção brasileira “Foi Deus quem colocou a eternidade no momento de carinho”.
Pouco depois o Kauan e a Lu, ainda dormindo, chegavam para embelezar o cenário.
Ao mudar o canal da TV, deparamos no “Viola, minha Viola”, com Zé Mulato e Cassiano cantando “Meu Céu”:

Não é o céu conforme eu aprendi
Mas se Deus achar por bem
Pode me deixar aqui

Ou seja, tudo a ver com aquele instante mágico! É por isso que penso que existem momentos na vida pelos quais daríamos a própria vida pois bem que eles o valem...São nossos céus-aqui-e-agora!

Nenhum comentário: