129 - SOBRE O DIA DOS PAIS (1)


Neste dia dos pais , a ordem em nossa confraria " Devotos-de Dionísio" , é esta: “ Quem não tem mais pai...empresta um!” É o meu caso! Como o meu já se foi, escolhi outro, a quem, com certeza, meu velho daria seu aval. É o meu sogrão! Cabra valente! Duro na queda mas leal no combate!

É bem verdade, que ele tem alguns defeitos: É careca! ... E barrigudo! É catarina! ... Gaúcho cansado! É corintiano!... O que, aliás, é pior! Fazer o que? Diz-se que a verdadeira amizade é sempre “ apesar de” e nunca “ por causa de “...!!! Aceitei-o de empréstimo, incondicionalmente. E tem mais... Nesse domingo quero lhe fazer um brinde-à-moda-sulista: com um bom vinho chileno!
Afinal: Este careca-e-barrigudo me deu uma rainha ... que não é só do lar! É do meu mar e do meu bar! Seu sangue, pulsa nas veias de um príncipe e uma princesa que são herdeiros da minha raça, de minhas rezas e dos meus risos. Quanto ao seu time, bem... ! Este nunca atravessou a fronteira...! Mas pesa a seu favor que meu pai também era corintiano, o que prova que nem ele era perfeito!
Seu Evaldo...!!! Por isso e muito mais, perdoados estão os teus pecados!
Certo está o texto sagrado:
" Vai, pois, e bebe gostosamente o vinho com as pessoas que amas...
antes que se rompa o cordão de prata,
e se quebre o copo de ouro,
e se despedace o cântaro junto à fonte,
e se quebre a roda junto ao poço"
Seja como o vinho, meu velho! Quanto mais velho, melhor!

Nenhum comentário: