139 - SOBRE MARIA MONTESSORI


Maria Montessori é a estrela maior na constelação dos educadores do século XX.
Sua ênfase era a pedagogia da autonomia.
Um dia, ela apresentou a uma de suas graduandas-estagiárias, a exigência acadêmica de ministrar uma aula magna, para fins de colação de grau.
No dia e local aprazados, a professora neófita, sob o olhar da grande mestra iniciou seu trabalho pedagógico:
Trouxe para o centro da sala bem enfeitada, várias crianças. No centro colocou um belo aquário com peixinhos dourados. A idéia era motivar os alunos da melhor maneira possível, transmitindo-lhes a alegria de aprender. Todas as crianças, em festa, correram afoitas ao redor da novidade. Todas... Menos uma menininha de dois anos que, excluída pelo tamanho, não conseguia entrar no círculo seleto.
Porém, essa mesma menininha, criativa e inteligentemente, pe´-ante-pé, caminhou até o fundo da sala, puxou uma pequena cadeira e, aproveitando uma brecha, conseguiu aproximar-se do aquário-telúrico para atender sua benfazeja curiosidade.
Ela iria conseguir por si só tal façanha, mas, a estagiária, com pena da menina, tomou-a nos braços e disse-lhe, cheia de compaixão: Coitadinha! Você também quer ver os peixinhos... Vou te ajudar!...E “ajudou”...
No fundo da classe, com prancheta em mãos, Maria Montessori fez a seguinte anotação:
“Por um falso gesto de amor, minha estagiária deixou de praticar um verdadeiro gesto de amor”.
A estagiária foi reprovada. Não havia compreendido ainda que o bom professor é aquele que incentiva a autonomia de seus alunos e não o que os deixa dependentes.
Neste reinício de aula, espero que os professores ajudem seus alunos a serem autônomos e a caminharem com as próprias pernas.


(Para a Vasti, educadora que tem prazer em ensinar e alegria em aprender).

Nenhum comentário: