151 - MORAL , MORALISMO E CARTÃO VERMELHO


Que a política não tem moral, todo mundo sabe. Ali, o que está em jogo é o pragmatismo: “ Os fins justificam os meios”.
O que nem todos sabem é que em muitas comunidades religiosas, a prática é a mesma, e até mais requintada.
Fiquei sabendo essa semana, que em São José dos Campos, uma moça foi excluída de sua igreja por cometer o “crime-de-ser-mãe-solteira”. Como o fato feriu a moral e os bons costumes de seus líderes, a irmã foi impedida de continuar partilhando o pão e o vinho.
Os mesmos líderes-inquisidores, no entanto, são altos executivos da pesada indústria bélica na cidade. Fizeram opção pela força do canhão e não pela força do amor.
Que ironia! Trazer alguém à vida está fora dos códigos da moralidade.. Contribuir para matar alguém é normal...!
Para mim fica clara a diferença entre moral e moralismo.
Para mim fica clara a sentença de Nietzsche: “ Imoral é a moral dos outros”.
Para mim, que não pensa que Deus é juiz de futebol, fica claro que estes moralistas são os que, realmente, merecem cartão vermelho.

Nenhum comentário: