165 - SOBRE PARABÉNS E CONDOLÊNCIAS

Dona Marta morou conosco vários anos.
Empregada sempre tratada com todas as dignidades.
Seu cuidado para com a gente sempre foi exemplar. Sempre fazendo jus ao significado do seu nome: “ Senhora dona da casa”. Disputada por nossos condôminos, fidelíssima que era, nunca quis “vender seu passe” a mais ninguém.
Dia desses ao pegar as cartas na portaria constatei um cartão aberto, muito bonito, onde se lia bela mensagem parabenizando-a pelo seu aniversário.
A assinatura do deputado não deixava dúvidas.
Era uma boa técnica para garantir o voto da nossa irmã na próxima eleição.
Só que por um erro crasso, imperdoável, quando ela faleceu há dois anos, nenhum abraço de condolência sua família recebeu.
Dona Marta hoje, “♪♪ ela mora lá no céu...♪♪ela mora bem juntinho de nosso Senhor...♪♪”
Quanto ao parlamentar, que nunca teve nosso voto, quando do resultado do próximo pleito, auspiciamos dar-lhe nossas condolências.

Nenhum comentário: