195 - PROFESSOR

E por tua presença ser rica demais
para poder perpassar por poucas palavras
evoquei imagens vividas em vidas,
bem VÍ-vi-das
,
onde pudesse me inspirar para te dizer:
Obrigado e Parabéns profissional teimoso!

Lembrei-me de você como aquela árvore frondosa,
testemunha de tantas histórias,
às vezes triunfantes, às vezes inglórias,
à sombra da qual
os viandantes
vislumbram e versejam vontades de viver .

Lembrei-me de você,

nestes dias de guerrilhas em busca de novos paradigmas,
como guru, como um guerreiro,
que socializa saborosamente,
o saber plantado no coração cheio de razões
e brotado de uma razão cheia de emoções afinal ,
você sabe, quem ama luta melhor.

Lembrei-me de você também,
como o feiticeiro que, faceiro,
faz, magicamente, no coração dos aprendizes,
despertar coisas belas e adormecidas
para o encanto de alegrias dantes adormecidas.

Não sou apenas um sonhador, tal e qual,
sou professor , sim, logo sonho...
Afinal o professor, dizem,
“É o que sonha o que vai ser real”

(Com esse poema, que dedico a todos os professores, apresentei Paulo Freire numa Conferência de Educadores de Curitiba, em 1993)

Nenhum comentário: