241 - SOBRE O CÂNTICO DE MARIA

Peço licença para algumas coisas:
Primeiro, para entoar um canto de amor à vida, publicamente. Acontece que o canto de Maria encarna a vida em todas as suas dimensões: ternura e braveza, riso e sofrimento, dor e paixão. Cantar assim nos torna seres mais vivos!
Segundo, para dizer que , ao gosto de Jesus, esse canto não canta um amor barato. Embora não perca sua ternura jamais, ele protesta contra os desalmados, contra os arrogantes e contra os que fizeram a opção pelos Herodes-sem-coração. Cantar assim faz nossos medos paralisarem!
Terceiro, para lembrar que o "Magnificat-de-Maria", colocou em pauta não só o nascimento de uma criança, mas o projeto histórico de um libertador, que um dia fará o universo redescobrir seu destino de paz.Cantar assim nos põe em sintonia com essa mulher-maravilha que nos legou a “estranha mania de ter fé na vida”.

Nenhum comentário: