279 - SOBRE A INVERSÃO DOS VALORES

Ontem fui chamado para fazer uma prece de ultimo adeus.
Cena dolorosa.
Advogada de 45 anos, mãe de três filhos, assassinada.
Mais uma daquelas mortes violentas que retratam nossas ruas como verdadeiras vias crucis.
E o pior de tudo é que nós vamos achando isso muito normal...
Como se inverteram os valores:
A vida se tornou barata...

O crime se banalizou...
A mídia se tornou o primeiro poder na escola-do-mal...

A impunidade se tornou ordem desordenada...
As autoridades se compactuaram com o diabo...
E a morte nos espreita nas tocaias das esquinas...

E o pior de tudo é que nós vamos achando isso muito normal...
Cenário retratado por João Cabral:
... somos Severinos
iguais em tudo na vida,
morremos de morte igual,
mesma morte Severina...
E o pior de tudo é que nós vamos achando isso muito normal...

Nenhum comentário: