353 - SOBRE A DRA. ANA E SUA ARTE DE CUIDAR

O autêntico cuidado de um médico é mais que uma receita burocrática e impessoal.
É uma arte mística que faz o “corpo-cuidador”, colocar seu coração no “corpo-cuidado”.
É algo metafísico-de-Miquelângelo, escultor que fez um mármore bruto virar a Pietá.
Seu toque tem a magia de transformar massa disforme em figura formosa.
Por isso, em seus olhos e em seu tato, eles eternizam-e-deixam-encantados nossos queridos-que-já-se-foram.
Escrevo isto em homenagem à Ana, doutora que aprendeu com Hipócrates que “Breve é a vida, mas longa é a arte”. Humanista-divina que , com sua alquimia, prolongou a alegria de viver de meu pai enquanto ele esteve conosco.
Esses dias, quando me encontrei com ela em Itatinga, revi meu velho em seu jeito de cuidar de sua família.
Por isso não pude segurar aquela minha lágrima desobediente.
Não sou profissional da saúde, mas, segundo meus amigos Gilson e Gilberto, sou médico de almas.
Se assim for, e agradecendo-lhe o cuidado que devotou a meu pai , só me resta pedir a Deus que cuide sempre da Dra. Ana e de seus queridos.
"Quem ama cuida".

Nenhum comentário: