362 - SOBRE SÁTIRAS POLÍTICAS

Atualmente, uma das minhas diversões favoritas é o horário eleitoral.
É o momento em que posso rir “deles” posto que o resto do tempo “eles” vivem rindo de mim.
Não os vejo para saber de seus projetos. São quase todos iguais.
Não os ouço para compreender seus discursos. São todos previsíveis.
A mim me interessa como eles chegam ao imaginário satírico do nosso povo.
Alguns são cínicos, alguns são simplícios e simplórios.
Outros são profissionais na arte de ludibriar até a si mesmos.
São matérias-primas-das-boas para os sátiros-eletrônicos que os transportam para uma ópera bufônica.
Como no caso abaixo desta telinha onde o satirizado é um candidato a presidente.
Se for teu candidato não ligue.
Poderia ter escolhido qualquer outro(a), mas este é o que me chega às mãos neste momento. Assista e fique sério(a) se puder.

Nenhum comentário: