369 - SOBRE TEMPOS DE PRIMAVERA

Nesta propícia estação, quando teimosamente, os ipês insistem em primaverear os invernos de meus outonos, fiz dois pedidos ao Senhor do tempos:
- que o “meu tempo” nunca seja medido pelas batidas burocráticas do relógio,
- que os “meus dias” sejam regidos pelas batidas de um coração apaixonado pela vida.
Se assim for, terei aprendido , nas quatro estações do ano, que nunca devo esperar que alguém me traga flores mas que devo sim, aprender a plantar meus próprios jardins.
video

Nenhum comentário: