372 - SOBRE O QUE É DE CÉSAR E O QUE É DE DEUS



Os fanáticos religiosos não têm seus travesseiros como provas de consciências tranqüilas.
Eles sempre tiveram por companheiras-fiéis, as inquisições e as fogueiras.
Estas, por sua vez, sempre lhes transformaram bondade em verdades.
Os fundamentalistas sempre instigaram o medo e o terror a vida.
Sempre usaram dólares para barganhar com Deus e comprar as almas dos incautos.
Em tempos de eleições presidenciais, em nome do poder, eles querem pautar os debates com temas catequéticos, doutrinários e medievalescos.
Se esquecem que Deus é mais que um papa de papel.
Se esquecem que o entendimento entre as nações, só acontecerá se houver respeito entre as multifacetárias religiões.
Se esquecem que a paz entre-reinos-do-norte-e-do-sul-entre-reinos-do-leste-e-do-oeste é fruto da justiça.
Vai daí um pedido especial meu a eles: Deixem Deus em paz! “A Deus o que é de Deus e a César o que é de César”.

Nenhum comentário: