395 - SOBRE UM ILUSTRÍSSIMO XARÁ

Minha avó Nha Nica era impedida de escutar jogo de futebol.
Sua religião lhe ameaçava com cartão vermelho.
Mas ela driblava os "retranqueiros-da-fé" com um "radinho-off-side" que tinha escondido no quarto.
Seu deleite era ouvir o nome do capitão-da-copa.
Homenagem carinhosa que fazia a seu neto favorito.
Passados 40 anos daquela epopéia gloriosa do México, estou eu aí do lado do meu xará-tri-campeão.
Minha avó, lá no céu, deve continuar com um radinho do lado.
Contra os fanáticos-da-fé, mas torcendo por mim.

Nenhum comentário: